MINISTÉRIO DA CULTURA, PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA APRESENTAM

VENHA VIVER
MUITAS HISTÓRIAS.

notícias

Bienal debate feminismo e literatura na segunda noite do evento

01/09/2017 via O Globo

Compartilhe:



As escritoras Ana Paula Maia, Giovana Madalosso e Antonia Pellegrino refletiram sobre a mulher do século XX

RIO - Seguindo a proposta de estar antenada aos debates e tendências da atualidade, um dos destaques da segunda noite da Bienal do Livro do Rio de Janeiro foi o debate "Feminismo Hoje". Com mediação da jornalista Marina Gonçalves, as escritoras Ana Paula Maia, Giovana Madalosso e Antonia Pellegrino refletiram sobre a mulher do século XXI através da literatura.

Para as autoras, a escrita é historicamente um espaço que possibilitou um ganho de visibilidade para as mulheres. Além de um meio de se expressar, seria um modo de se posicionar socialmente.

— A escrita é uma ferramenta muito feminina. Escrever é um front nosso, sempre foi uma forma de conseguir se colocar no espaço público sem ser tão diretamente hostilizado - disse Antonia Pellegrino.

No entanto, a escritora e roteirista Giovana Madalosso destacou que nem sempre é fácil exercer essa função numa sociedade construída pelo machismo.

— Eu mesma já escutei de pessoas "para de ler tanto livro senão não vai arrumar marido, vai ler uma revista" — lembrou Giovana. — Acho que a literatura vem para dar nos dar mais voz.

Mesmo com a importância da valorização do debate da mulher como autora, as participantes defenderam que deve haver uma liberdade total na hora da criação artística. O feminismo e todas questões políticas em torno da mulher na sociedade não poderiam tornar-se amarras na hora de escrever.

— Eu detestaria ser cobrada de escrever na literatura do ponto de vista feminino. Acho que tenho que poder falar de tudo — afirmou Giovana Madalosso.

A autora Ana Paula Maia usou sua própria obra para defender a necessidade da liberdade de assunto como um posicionamento feminista.

— Eu mesma só escrevo sobre homens, são meus musos inspiradores. E quero escrever sobre homens brutamontes ou caçadores de javalis, enfim, sobre o que quiser.

Para as autoras, atualmente há uma grande visibilidade em torno da questão feminista. A constante luta por mais direitos dos movimentos de mulheres, além de novas plataformas de atuação na esfera política como a internet, foram alguns dos fatores citados pelas participantes.

— As redes trazem como novidade essa capacidade de viralizar debates políticos como nunca antes. Um exemplo foi a campanha do "#primeiro assedio" Aquilo agiu como um rastro de pólvora que incendiou o debate público num momento e criou diálogos que de outra forma poderiam não ter acontecido — afirmou Antonia Pellegrino. — Com essa diversidade de ferramentas, as mulheres estão ampliando suas vozes. E não somente nos livros, mas através de blogs ou vídeos.

Já Giovana Madalosso destacou que alguns temas antes evitados e invisibilizados estão hoje sendo discutidos diariamente.

— Acho que está havendo uma humanização de questões como a maternidade, por exemplo. Ela está deixando de ser tão romantizada. Ou o estupro, que não é mais algo das sombras, escondido. Os abusos são muito mais relatados e problematizados.

Como inspiração para a mesa, as participantes lembraram a escritora Júlia Lopes de Almeida, romancista do fim do séx XIX. Figura pouco conhecida atualmente, foi uma das primeiras autoras a questionar o papel e a representação da mulher na sociedade, como uma mulher deveria se comportar naquela época. Uma das principais articuladoras na criação da Academia Brasileira de Letras, Júlia acabou tendo seu nome excluído pela decisão dos fundadores de manter a academia exclusivamente masculina, à semelhança da sua inspiração francesa.

*Estagiário, sob supervisão de Leonardo Cazes



Use as tags #EUAMOLER e #BIENALRIO e compartilhe seu amor pela leitura.

patrocinador
patrocinador entreletras
patrocinador café literário e papel oficial
patrocinador segurança oficial
patrocinador e-commerce
apoio cultural
apoio
apoio espaço digital
transporte oficial
parceiro de mídia
APOIO ENSINO SUPERIOR
REALIZAÇÃO
AGENTS & BUSINESS CENTER
realização
INFORMAÇÕES, DÚVIDAS E SAC:
+55 21 3094-5676
Atendimento: 13h às 19h
contato@bienaldolivro.com.br
ASSESSORIA DE IMPRENSA:
Approach Comunicação Integrada
21 3461-4616 - Ramal 133
Adriane Constante
bienal@approach.com.br
endereço
Rua Salvador Allende 6.555
Barra da Tijuca · RJ
22783-127 · Brasil