Releases

nome Voltar

Fórum de Educação traz programação voltada para educadores na Bienal

Espaço terá ativações para aperfeiçoamento profissional, inspiração e troca de experiências; veja o que está confirmado na programação

 

Importantes mediadores para o estímulo da leitura, os professores terão uma programação especial durante a XIX Bienal do Livro Rio. No Fórum de Educação, a proposta é colocar a educação em diálogo com diferentes plataformas e conectar saberes para encarar o desafio de educar em um mundo em transformação. Neste espaço, patrocinado pela Microsoft, os educadores vão encontrar aperfeiçoamento profissional, inspiração e troca de experiências, além de inovações, métodos alternativos e cases de superação. Entre os nomes confirmados estão o monge zen budista Haemin Sunim, o educador português José Pacheco e ex-judoca, fundador e presidente do Instituto Reação, Flávio Canto.

“É um espaço para que o professor ouça, converse e seja ouvido”, conta a diretora da Bienal, Tatiana Zaccaro. “Para a maioria dos brasileiros, os professores são o único elo entre o universo literário, a criança e o jovem. Nada mais justo do que valorizá-los com experiências enriquecedoras para seu dia a dia de trabalho”, defende Tatiana.

O Fórum de Educação acontece nos dias 2 e 3 de setembro e tem curadoria do LER Conecta. O espaço receberá ainda EduTalks, formato inédito na Bienal e inspirado no TED, uma oportunidade para que as editoras se apropriem do Fórum com palestras cativantes e novidades para os professores.

 

Programação Fórum de Educação

 

Dia 2 de setembro

Haemin Sunim – Atenção plena na contemporaneidade

Um dos professores zen budistas mais influentes do mundo, Haemin Sunim abre o espaço no dia 2 de setembro, às 10h, e falará sobre atenção plena na contemporaneidade. Ele é autor de “As coisas que você só vê quando desacelera”, traduzido para mais de 30 línguas e com mais de três milhões de exemplares vendidos pelo mundo.

Rosana Hermann – Vida Digital

Rosana Hermann, autora de “Um passarinho me contou”, sobre o Twitter, e “Celular, Doce Lar” (Sextante), traz tema que não para, literalmente, de incomodar em sala de aula: o uso de celulares. Estudiosa de redes sociais e comportamento em Internet, ela debate com educadores sobre o uso deste item tão presente na vida da população e a relação dos educadores com ele que, apesar de ser pintado como vilão, pode vir a ser um grande aliado.

Ruy Jobim – O Professor Comunicador

Ruy Jobim é professor de Expressão Oral e Criatividade na Comunicação, é fundador da Escola de Rádio, que, desde 2017 se tornou ER+. A instituição oferece cursos técnicos de nível médio e, com os novos caminhos da comunicação, incentiva uma visão da comunicação plural, com o uso do vídeo, das lentes, das redes sociais e smartphones a favor do comunicador.

Ana Mae Barbosa – A importância da Arte-educação nas escolas

Ana Mae Barbosa é uma educadora brasileira pioneira em arte-educação nas escolas do país. Desenvolveu um método de ensinar por meio da arte, conhecido como Abordagem Triangular, que se sustenta em três pilares: conhecer a história, o próprio fazer artístico, e saber apreciar uma obra de arte.

Ana Maria Machado – 50 anos de escrita

Ana Maria Machado fecha o primeiro dia de Fórum de Educação e conversa com os educadores sobre seus 50 anos de carreira. A autora será homenageada pela Bienal do Livro e passa pelas principais mesas da programação do maior evento literário do país.

Seu primeiro livro infantil, “Bento-que-Bento-é-o-frade”, foi lançado em 1977 e, no ano seguinte, “História Meio ao Contrário” ganhou o Prêmio João de Barro e, depois, o Jaboti. Em 1993, Ana Maria se tornou hors concours dos prêmios da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).

 

Dia 3 de setembro

José Pacheco – Inovar é assumir um compromisso com a educação

Referência em educação, José Pacheco é fundador da Escola da Ponte, em Portugal. A instituição, criada em meados dos anos 1970, é baseada em três valores principais: a liberdade, a responsabilidade e a solidariedade. Em nada se assemelha às escolas comuns, já que Pacheco é um crítico do sistema de ensino tradicional. Para ele, a aprendizagem é desenvolvida a partir da motivação dos estudantes.

Carolina Sanches – Leituras Múltiplas

Jornalista e pedagoga, Carolina Sanches é especialista em Mídia e Educação, além de coordenar projetos socioculturais que cruzam a literatura com a tecnologia. Ela apresenta o conceito de “Leituras Elásticas” em palestra no Fórum de Educação. Carolina defende que, nos dias atuais, não basta apenas alfabetizar. Hoje, o livro está em diálogo com outras plataformas e o leitor precisa ter habilidade para ler com a mesma fluência com que entende um meme, monta um castelo no Minecraft e joga PlayStation. A educação, hoje, está na convergência de diversas plataformas.  

Flávio Canto – Educação e esporte: construir, conquistar, compartilhar

O ex-judoca Flávio Canto é fundador e presidente do Instituto Reação, organização não governamental que promove o desenvolvimento e a inclusão social por meio do esporte e da educação, fomentando o judô desde a iniciação esportiva até o alto rendimento. A proposta é utilizar o esporte como instrumento educacional e de transformação social, formando faixas pretas dentro e fora do tatame. Hoje, o Instituto Reação atende mais de 1600 crianças, jovens e adolescentes em oito polos.

 

BAIXAR PDF

Outros Releases

26/07/2019

Fórum de Educação traz programação voltada para educadores na Bienal

Apresenta
Patrocinador Master
Patrocínio E-commerce
Patrocínio Café Literário
Patrocínio Segurança Oficial
Patrocínio Praça Leitura
Patrocínio Cultural
Apoio
Apoio Cultural
Patrocínio
Patrocínio Tecnologia Oficial
Parceiro de Mídia
Realização